03 de Agosto de 2021

Planejamento Previdenciário: por que é importante planejar a aposentadoria?

O planejamento previdenciário é um serviço que busca trazer agilidade e segurança para o trabalhador, assegurando que ele se aposentará com o melhor benefício de acordo com a sua expectativa.

Planejamento Previdenciário: por que é importante planejar a aposentadoria?

O Planejamento Previdenciário é um serviço ainda pouco conhecido pelos trabalhadores. Planejar é sinônimo de prevenir, ou seja, trata-se de arquitetar o seu futuro.

1. Introdução

Você já imaginou como será a sua vida daqui uns 40 anos? Qual é a sua perspectiva para a chegada da terceira idade?

Pois bem.

No Brasil, infelizmente, as pessoas refletem pouco sobre isso e na maioria das vezes acabam entrando para um índice de pessoas que sobrevivem de auxílios, da ajuda de parentes e/ou precisam trabalhar até morrer.

Isso acontece porque enquanto estamos na ativa (trabalhando), dificilmente paramos para planejar o futuro de forma consciente, a maioria das pessoas, na verdade, contribui para o INSS apenas porque é empregado(a) e o desconto vem direto no contracheque.

Este é um fato alarmante, pois o benefício previdenciário de aposentadoria pago pelo INSS somente pode ser concedido a quem contribuiu, ou seja, trata-se de um sistema de natureza contributiva. Sim, isso significa que se você não pagar hoje, não poderá se aposentar no futuro.

A pergunta que faço é: em qual estatística futura você quer estar?

A resposta é uma escolha que devemos fazer HOJE, afinal, a aposentadoria nada mais é que um PLANEJAMENTO que deve ser feito no presente.

Reforma Previdenciária: como fica a sua situação?

2. O que é um planejamento previdenciário?

O sistema e as regras que envolvem a concessão de aposentadorias no Brasil são burocráticos e complexos. Neste ponto, o planejamento previdenciário é um serviço que busca trazer agilidade e segurança para o trabalhador, assegurando que ele se aposentará com o melhor benefício de acordo com a sua expectativa.

Para fazer isso, é necessário um estudo aprofundado da vida laboral e previdenciária do trabalhador, a partir de onde poderão ser extraídas informações como: a) se, e quando, a pessoa pode se aposentar; b) no caso de uma concessão, qual o valor provável do benefício; c) quais os cenários de aposentadoria possíveis; d) qual a melhor estratégia de contribuição previdenciária a ser adotada; entre outros aspectos.

Com base em todas estas informações da vida profissional e contributiva do segurado, é possível fazer um planejamento preventivo da aposentadoria que possibilitará um investimento correto do seu dinheiro para fins previdenciários.

3. No meu caso, vale a pena fazer um planejamento previdenciário?

Se você ainda tem dúvidas sobre a contratação desse serviço, a minha pergunta é: você compraria ações de uma empresa sem antes estudar sobre ela ou sobre o investimento no mercado de ações? Ou, ainda, você trocaria de carro sem antes fazer uma revisão? Pois então, por que motivo você consideraria pedir a sua aposentadoria sem antes fazer um planejamento previdenciário?

Ao aposentar-se sem analisar todos os cenários possíveis para o seu caso, você está fazendo uma péssima escolha financeira. Isso porque, muitas vezes, determinadas decisões são impossíveis de serem revertidas posteriormente.

Além do mais, o planejamento previdenciário pode evitar prejuízos como recolhimentos desnecessários ao INSS, com contribuições abaixo do mínimo ou até mesmo no teto (dependendo do caso concreto, até mesmo pagar a contribuição no teto pode ser um investimento perdido), recolhimentos equivocados e com código errado, pendências e períodos de contribuição não registrados no seu CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais).

Além disso, o planejamento previdenciário é um investimento que se paga, na maioria das vezes, logo na primeira parcela do benefício da aposentadoria. Então sim, vale a pena e é recomendável que todos façam o seu planejamento previdenciário antes de fazer o pedido da aposentadoria!

4. Conclusão

O planejamento previdenciário da aposentadoria serve, portanto, para que o trabalhador visualize como será o seu futuro em termos de aposentadoria e que ações ele pode tomar para adequar os seus objetivos a realidade contributiva do INSS.

É importante esclarecer que o planejamento previdenciário se trata de uma estimativa, não importando em vinculação com o INSS para fins de requerimento de aposentadoria posterior, até mesmo porque os benefícios previdenciários sofrem constantes reajustes, estão sujeitos a inflação e, ainda, às mudanças legislativas com relação as regras previdenciárias.

Afinal, se você deseja um futuro tranquilo e seguro, faça o seu planejamento previdenciário! Com este estudo em mãos, e com o auxílio de um advogado especializado no assunto, você certamente evitará prejuízos e fará melhores investimentos.

Ficou com alguma dúvida? Deixe o seu comentário logo abaixo ou envie uma mensagem através do site.